Prece de Cáritas

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Personagens Bíblicos VI- Paulo (Saulo de Tarso)


Introdução:
Judeu, fariseu, nascido em Tarso, Cilícia, cidade localizada na Ásia Menor. Provavelmente nasceu uns dez anos depois de Cristo, pois é mencionado como “um jovem”, na ocasião do apedrejamento de Estevão. Seu pai sem dúvida era judeu, mas comprou ou recebeu cidadania romana. A despeito de sua cidadania, ele foi criado numa família judaica devotada, da tribo de Benjamim. Recebeu instrução cuidadosa na lei judaica e tornou-se fariseu. Também descreveu a si mesmo como “hebreu dos hebreus”. Foi criado de acordo com o judaísmo e circuncidado no oitavo dia de vida; portanto era zeloso na obediência de cada ponto da lei mosaica. Era fluente nas línguas grega, hebraica, latina e aramaica. Por ser líder religioso altamente educado aprendeu também uma profissão como seu pai. Paulo era fabricante de tendas.

Perseguidor de Cristãos:
A partir da morte de Estevão, uma grande perseguição se levantou contra os seguidores de Cristo. As atividades zelosas de Saulo, como judeu, levaram-no a unir-se aos perseguidores. Não precisou ser forçado, mas ofereceu voluntariamente seus serviços aos líderes judaicos de Jerusalém. Sua perseguição foi tão violenta que a Bíblia diz: “Saulo assolava a igreja, entrando pelas casas e, arrastando homens e mulheres, os encerrava na prisão. Saulo respirando ainda ameaças e mortes contra os discípulos do Senhor”, pediu ao sumo sacerdote que lhe desse cartas, para que as levasse às sinagogas de Damasco, na Síria, a fim de também estabelecer a perseguição também naquela cidade.

A conversão de Paulo:
A Caminho de Damasco, uma luz muito forte brilhou do céu ao redor dele, e fez com que ele caísse por terra e ficasse cego. Enquanto isso, uma voz lhe disse: “Saulo, Saulo, porque me persegues?” Atônito, ele perguntou: “Quem és tu, Senhor”?” A resposta que recebeu deixou-o realmente surpreso e apavorado: ” Eu sou Jesus, a quem tu persegues.” Cristo então lhe disse que entrasse em Damasco e aguardasse outras informações. Saulo esperou três dias, sem comer, nem beber, na casa de Judas, onde aguardou a visita de Ananias. Ananias quando chegou encontrou-o orando e impôs as mão sobre ele, ocasião em que sua visão foi restaurada. Imediatamente ele recebeu o Espírito Santo e foi batizado. Saulo ficou vários dias na companhia dos cristãos de Damasco, sem dúvida para aprender o máximo que podia sobre Jesus. Entretanto este aprendizado não demorou muito tempo: “E logo, nas sinagogas, pregava que Jesus era o filho de Deus”. Ele próprio contou sua experiência de conversão em duas ocasiões posteriores. Na primeira quando foi preso em Jerusalém e pediu para falar à multidão. Na segunda quando fazia sua defesa diante do rei Agripa.
Após esta prisão, Paulo foi preso diversas outra vezes, mas sempre logrou escapar,algumas vezes usando a prerrogativa de ser cidadão romano e outras devido a intervenção Divina.

A morte de Paulo:
Quando o Cristianismo foi julgado ilegal, Paulo foi preso novamente e levado de volta a Roma, onde o triste relato de Timóteo, revela que o apóstolo foi condenado a morte. Mesmo neste triste capítulo, entretanto, percebe-se que Paulo aproveitou todas as oportunidades para pregar. A tradição diz que morreu, como mártir nas mãos do imperador Nero, por volta do ano 67 D.C.

---------------------------------------------------------

“Eu passarei, mas minhas palavras não passarão jamais”.

2 comentários:

  1. bah qui trii!!! ajudou na minha pesquisa...

    ResponderExcluir
  2. Ótimo, Irmão,
    Sinta-se a vontade e visite sempre.

    ResponderExcluir